Pesquisar
Close this search box.

O que é frete CIF? Entenda tudo sobre esse tipo de frete e se ele é para o seu negócio

Frete CIF é uma modalidade de serviço na qual o vendedor que fica responsável por todos os custos de um transporte de mercadoria. Ou seja, neste caso, o remetente, será responsável por fazer o pagamento do transporte, seguro e custos associados (como impostos, por exemplo). Hoje, a modalidade é a mais usada nos serviços de venda direta entre clientes e pessoas físicas.
o que é frete cif

Principais tópicos

Ao falarmos sobre e-commerce, algumas questões operacionais merecem atenção, principalmente no que diz respeito aos cuidados com frete.

Conhecer os diferentes tipos permite identificar quando cada um deles é o mais indicado. Por isso, é fundamental saber o que é o frete CIF.

Neste artigo, vamos falar mais sobre ele, suas diferenças em relação ao frete FOB e todas as informações necessárias para conseguir definir quando cada um deles deve ser utilizado. Saiba tudo a seguir:

O que é frete CIF?

CIF é a sigla para “Cost, Insurance and Freight” (em português, pode ser definido como “Custo, Seguro e Frete”. Esse tipo de frete é caracterizado pela responsabilização de quem deve arcar com os custos de transporte.

Neste caso, o remetente (ou seja, a empresa que está enviando o item) é o responsável por fazer o pagamento de elementos ligados com essa etapa, entre elas:

  • transporte;
  • seguro;
  • custos associados (como impostos relacionados com transporte, entre outros pontos).

Em outras palavras, dentro dos termos praticados nessa área, no frete CIF, o remetente é tomador do serviço de transporte, ou seja, ele deve ser responsável por todo o trâmite de entrega.

Ele deve estar atento a todas as questões desde a coleta do item na empresa até a chegada ao destinatário final, escolhendo transportadora adequada e o pagamento de questões necessárias para liberação do item (como pagamento do frete em si e do seguro).

Quais as vantagens do frete CIF?

A escolha pelo frete CIF pode proporcionar diversas vantagens para seu comércio eletrônico, seja dentro do cenário nacional quanto internacional. Vamos conhecer mais sobre os principais benefícios a seguir.

Tranquilidade e redução de risco para o destinatário

Contar com o frete CIF permite proporcionar ao destinatário a redução de riscos no processo de transporte.

Isso porque fica a cargo da empresa a contratação dos seguros e arcar com as questões envolvidas com danos e perdas durante o transporte do item.

Com isso, em caso de qualquer problema, o destinatário não é diretamente impactado, seja financeiramente, seja em questões de tempo direcionado para resolução das questões.

Isso proporciona uma camada adicional de segurança e confiança nas transações.

Simplificação do processo para transações B2C

O frete CIF é uma escolha estratégica para o e-commerce B2C, já que elimina diversas questões que são complexas para o consumidor final, sendo que os valores relacionados com essa questão estão incorporados no valor da mercadoria.

Com isso, o consumidor consegue desfrutar de uma experiência de compra mais transparente e sem surpresas financeiras.

Isso proporciona maior satisfação e melhora o relacionamento do cliente com seu e-commerce.

Maior eficiência para compras de maior volume

Para comércios eletrônicos que lidam com grandes volumes de transações para diferentes destinatários, o frete CIF é uma ótima opção.

Ela é bem eficaz em cenários nos quais o remetente lida com uma maior variedade de clientes e destinos.

Com isso, é possível simplificar o processo logístico.

Isso porque ter que manejar diversos pedidos e solicitações de retirada para entrega, feita por terceiros, pode ser muito mais exaustivo do que centralizar o processo diretamente em seu negócio.

O tempo que poderia ser destinado para manejar essas outras questões pode, portanto, ser utilizado para concentrar esforços em outros aspectos.

Isso ajuda, também, a reduzir a carga administrativa associada ao transporte.

Facilidade na gestão logística em fretes internacionais

O frete CIF é um dos mais utilizados em compras internacionais, e não é à toa. Isso porque uma de suas maiores vantagens é, justamente, facilitar a gestão logística global.

O remetente é o responsável por coordenar todas as etapas, desde o embarque até a entrega no destino internacional, tornando o processo mais homogêneo e controlável.

É um diferencial importante para negócios que operam em escala global, em que a padronização de processos é essencial.

O que é frete FOB?

FOB é a sigla para “free on board” (ou, em português, pode ser traduzido como “livre a bordo”. Diferentemente do CIF, neste caso, o destinatário é o responsável pelo frete.

Em outras palavras, o embarcador é o tomador do frete, sendo responsável pelos itens em todas as etapas de transporte, incluindo o processo de coleta até a chegada ao destino.

Ele é responsável por todo o processo, desde a contratação da transportadora, pagamento de seguro e frete, entre outros pontos.

Vantagens do frete FOB

Tal como o CIF, o frete FOB também proporciona diversos benefícios importantes para seu negócio.

E para entender como isso pode ajudar na sua empresa e identificar quando é o melhor momento para utilizá-lo, separamos as principais informações a seguir.

Controle total feito pelo destinatário

O frete FOB é uma possibilidade interessante para proporcionar maior autonomia sobre o processo logístico.

Desde o processo de coleta da mercadoria até a entrega, ele fica responsável por todas as etapas e isso pode ser vantajoso para o negócio.

Isso porque o destinatário pode escolher transportadoras específicas e negociar condições ideais de entrega. Quer ver um exemplo de como isso pode acontecer?

O segmento B2B está acostumado a ter parceiros de confiança para estarem ao seu lado nesses momentos e tendem a conseguir melhores condições para os processos.

Ao poder contar com o FOB, ele pode ter uma redução sensível com os custos logísticos ao final do mês.

Adaptabilidade para cargas específicas

O frete FOB é o mais indicado, principalmente, quando há questões relacionadas com cargas especiais ou de alto valor agregado, que demandam maiores cuidados.

Setores industriais de itens frágeis, nos quais a natureza dos produtos e as condições de transporte são críticas, podem se beneficiar significativamente dessa modalidade.

Mas não vale apenas para isso. Outra questão é no caso de itens de alto valor agregado e que dependam de transporte especial, como a comercialização de obras de arte, joias, entre outras possibilidades.

Neste caso, o destinatário pode contar com a contratação de serviços de transporte específicos e já qualificados e experientes para a realização desses processos.

Por exemplo, contratar uma transportadora focada para entregas de obras de arte.

A autonomia para essa escolha proporciona maior confiança para o cliente, que estará mais tranquilo que sua carga chegará em segurança.

Isso pode ajudar a proporcionar um melhor relacionamento com seu e-commerce e fidelizá-lo a longo prazo.

Maior eficácia para transações B2B

As transações B2B se beneficiam consideravelmente do frete FOB.

Para o destinatário (empresa compradora), que compra insumos de diferentes fornecedores, pode se organizar com o frete FOB para consolidar e facilitar seu controle logístico.

Para ela, os benefícios podem ser diversos:

Controle direto sobre os custos

O frete FOB implica em responsabilidade direta sobre o destinatário. Isso proporciona um controle mais direto sobre os custos associados ao transporte.

Esse ponto pode ser vantajoso em situações nas quais os custos de frete podem variar significativamente com base na escolha da transportadora, rota e serviços adicionais.

O destinatário tem a capacidade de otimizar esses custos de acordo com suas prioridades e orçamento.

Diferença entre frete CIF e frete FOB

Mas afinal, qual opção é a melhor? Para identificar quando é o melhor momento para escolher entre cada uma delas, é importante conhecer as principais diferenças entre frete CIF e frete FOB.

Vem com a gente e vamos entender melhor a seguir.

Responsabilidades

Veja as diferenças entre o frete CIF e FOB no que diz respeito às responsabilidades de cada um dos entes do processo.

  • frete CIF: a responsabilidade é do remetente sobre todos os pontos do processo. Isso envolve não só custos de transporte, mas, também, o seguro da mercadoria e outros custos associados. Quem está enviando o item é encarregado de garantir que ele chegue ao destinatário em condições adequadas;
  • frete FOB: a responsabilidade é atribuída integralmente ao destinatário assim que a mercadoria é coletada. Ele assume não apenas os custos de deslocamento, mas outros custos, como seguro e outros valores associados.

Controle logístico

Estão entre as diferenças no que diz respeito ao controle logístico:

  • frete CIF: é centralizado na figura do remetente. É ele o responsável por escolher a transportadora, organizar o deslocamento (rotas, prazos de entrega, entre outros pontos) e assume a responsabilidade pela entrega. Essa abordagem é particularmente eficaz em cenários de transações B2C e em operações internacionais;
  • frete FOB: o controle fica por parte do destinatário. Ele tem o direito de escolher a transportadora de confiança, negociar condições de entrega e otimizar a rota. Isso pode ser interessante, especialmente, em transações B2B.

Flexibilidade na escolha das transportadoras

Estão entre as diferenças no que diz respeito à flexibilidade de escolha:

  • frete CIF: a escolha da empresa responsável é responsabilidade do remetente. Nesse caso, a empresa tende a priorizar uma padronização do transporte. Pode ser interessante, principalmente, quando há operações com grandes volumes para diferentes destinatários.
  • frete FOB: a escolha da empresa responsável é responsabilidade do destinatário. Ela pode fazer sua escolha baseada em critérios específicos (custo, confiabilidade e serviços adicionais). Pode ser interessante quando o destinatário é um negócio, pois já possui seus parceiros de confiança que podem oferecer condições especiais ou, ainda, contratar empresas confiáveis para transportes diferenciados (como envio de joias ou obras de arte).

Custos associados

Estão entre as diferenças no que diz respeito aos custos associados:

  • frete CIF: os custos associados com o processo de transporte são incorporados no valor total da mercadoria ou, então, é acrescido o valor do frete até o pagamento final. O destinatário paga um preço único no valor final, que contempla produto, transporte e seguro. Isso ajuda a simplificar a experiência para o consumo final;
  • frete FOB: os custos associados com o processo de transporte ficam a encargo do destinatário. Para seu negócio, ele pagará apenas o valor relacionado com a mercadoria e os demais encargos serão por conta dele.

Indicações para transações B2C e B2B

Estão entre as diferenças no que diz respeito à indicação para segmentos B2C ou B2B:

  • frete CIF: funciona bem para transações B2C, nas quais a simplicidade para o consumidor final é essencial para otimizar sua experiência. Ou seja, é o modelo padrão adotado pelas empresas de e-commerce que comercializam seus produtos para cliente final, por oferecer uma experiência de compra mais direta;
  • frete FOB: é um modelo de frete mais versátil e que se destaca nas transações B2B, nas quais a personalização, controle logístico e adaptação a necessidades especiais são fundamentais. Também pode ser uma opção para B2C, mas, normalmente, é utilizada em situações atípicas (como compra de objetos de alto valor agregado).

Frete CIF ou FOB qual dos dois escolher para o e-commerce?

Ok, você viu que os dois são vantajosos para o e-commerce, desde que sejam escolhidos de forma adequada caso a caso. Mas como fazer a escolha de forma adequada? Separamos alguns critérios que devem ser considerados para cada modalidade

Experiência do cliente ou personalização?

Analise o que é um critério importante para seu cliente: ter uma experiência mais simplificada e redução de etapas? Se for a primeira opção, o frete CIF é a melhor opção.

Por exemplo, para um e-commerce de moda, voltado para o consumidor final, ele quer poder escolher sua peça, pagar o valor e receber o item em sua casa, sem precisar prospectar ainda empresas que farão a entrega até sua casa.

Agora, pensemos em uma empresa que está comprando um alto volume de peças de roupa para vender em sua loja e está fazendo a aquisição em vários fornecedores. Ele pode ter uma redução de custos operacionais se contar com um frete que faça o recolhimento nos diferentes pontos diversos pontos.

Nesse caso, o frete FOB é a melhor opção. Isso porque o cliente poderá definir a melhor estratégia para seu caso.

Controle logístico centralizado ou descentralizado?

O que é mais importante para seu negócio: concentrar o controle logístico em seu negócio, principalmente se lida com um alto volume de vendas, ou deixar isso a encargo do cliente devido à natureza das operações?

Se for a primeira opção, o frete CIF é o mais recomendado.

É o utilizado, por exemplo, pelas principais empresas de varejo nacionais e internacionais. Agora, se oferecer a flexibilidade e descentralizar torna seu negócio mais vantajoso, aí conte com o frete FOB.

Valor único ou detalhado da mercadoria?

A complexidade financeira pode complicar a experiência do seu cliente, que não está habituado a lidar com isso?

Então o frete CIF é uma opção mais interessante para o negócio, simplificando os processos de pagamento. É mais interessante para o público, por exemplo.

Já nos casos em que a complexidade do pagamento não é uma questão, pois há pessoas especializadas lidando com isso, ou é uma compra pontual (tanto para segmento B2B quanto, também, para casos específicos de produtos que demandam transporte especial), o frete FOB é o maior aliado.

Diversas operações ou individualizadas?

Seu comércio trabalha com operações de grande escala? Então provavelmente você precisa de simplificação e padronização operacional.

O frete CIF, nesse caso, é a melhor opção. Por exemplo, um grande volume de produtos pode ir para um armazém e passar pela segunda etapa do processo logístico.

Caso o processo fosse feito com retirada individual, poderia gerar gargalos logísticos.

Já no caso em que a customização individual pode ser uma questão importante de escolha, principalmente para mercados específicos (como venda de artigos de luxo, itens únicos, mercado de arte, entre outros), o frete FOB é o mais recomendado.

Como funciona o pagamento dos fretes?

Ok, agora você já conhece como funciona cada um dos fretes e sabe identificar quando utilizar cada um.

E, na prática, como esse pagamento é feito caso a caso? Se você está começando a empreender e não sabe como isso é feito, aproveite para tirar suas dúvidas a seguir.

Frete CIF

Nesse caso, o frete é incorporado no valor final que o cliente pagará em relação à compra.

O cálculo é feito, normalmente, de forma automatizada, por um software de TMS (Transportation Management System ou, em português, Sistema de Gerenciamento de Transporte).

Ele pode, inclusive, já estar integrado em um módulo em sua plataforma de e-commerce.

A solução considera as rotas feitas para seu negócio e consegue pensar em um frete com melhor custo-benefício e estipula o valor que deverá ser pago pelo cliente para viabilizar o transporte.

Esse valor é dividido entre todas as compras que sairão para transporte naquele determinado momento.

Considera, também, uma margem segura, caso não feche completamente o número de compras estimado para a expedição daquele dia.

Frete FOB

Neste caos, o pagamento do frete é de completa responsabilidade do destinatário.

Então, no valor do produto, não terá qualquer sinalização relacionada ao transporte. Isso porque todo o trâmite será feito entre cliente e empresa que ele escolher para esse processo.

O pagamento é feito entre as partes e não cabe ao seu e-commerce gerenciar isso.

Apenas deve estar atento para ter a mercadoria liberada no momento em que a transportadora contratada realizar a retirada.

Agora você sabe o que é frete CIF, também o que é frete FOB e as características de ambos, além de identificar como contar com cada um deles em sua jornada.

Esperamos que este conteúdo seja útil para sua jornada e planejamento financeiro.

Conteúdos que podem te interessar:

 ➞ Tipos de frete: Confira as opções e escolha as melhores formas de envio para seu negócio!
Frete grátis: como e quando usar a estratégia para vender mais?
Frete na Black Friday: como oferecer o benefício sem prejudicar o seu financeiro?

Adquira sua Loja Online em Minutos!

Vamos ajudar você a abrir sua loja virtual na Tray agora mesmo.

Preencha as informações abaixo e te ligamos em até 1 minuto.

Em 1 minuto mesmo! Preencha aqui que nós ligamos para você

Loja Virtual + Cursos por R$ 59!

Descubra como impulsionar suas vendas online com uma loja virtual + cursos por apenas R$ 59! Clique aqui para aproveitar esta oferta incrível.

Você já é um cliente Tray?

Não perca os nossos mais recentes lançamentos e mantenha-se atualizado!

Confira os Planos Tray e abra sua loja virtual

Mensal
Anual

Plano 1

52
Economize R$84
R$ 624 por ano
em até 6x sem juros

Melhor custo benefício

Plano 2

94
Economize R$60
R$ 1.128 por ano
em até 6x sem juros

Plano 3

236
Economize R$156
R$ 2.832 por ano
em até 6x sem juros

Plano 4

449
Economize R$600
R$ 5.388 por ano
em até 6x sem juros

Assine e receba novos materiais

⚠ Não se preocupe, você não receberá spams. Além disso, seus dados estão seguros, conforme a Lei Geral de Proteção de Dados.

Fique por dentro

Parabéns por se inscrever

Quer receber conteúdos e materiais em primeira mão? Acesse nosso grupo gratuitamente!